A IGREJA DE JESUS CRISTO É SANTA E PECADORA

Será mesmo que a igreja de jesus é santa e pecadora? É muito comum ouvirmos esta afirmação de padres, agente de pastorais, catequistas e toda trupe dos católicos adocicados. Mas será que esta afirmação é real?
Existe um raciocínio logico sobre esta afirmação, se a igreja é santa e pecadora, que bem ela pode nos fazer, pois nós sim, somos pecadores.

SANTA E PECADORA

Dizer que a Igreja que Jesus fundou é santa e pecadora na verdade é uma inconsistência de argumentação. Simplesmente pelo fato de que se é santo (a) ou se é pecador (a).

São duas realidades diferentes, são afirmações distintas. Não se pode ser santo e ao mesmo tempo ter a tendência do pecado. Esta afirmação parece muito mais um meio de se aproximar de um diálogo com os nossos irmãos protestantes do que uma afirmação católica.

Hoje em dia parece que temos medo de defender a Fé com a intensão ou mesmo desculpa de manter um diálogo com nossos irmãos separados. Mas para manter um diálogo amistoso não é necessário negar nossa Fé e nem as verdades que ela professa e nos ensina.

Cristo instituiu a Igreja, se dizemos que a Igreja é santa e pecadora, estamos dizendo que Jesus, que também é a Igreja é santo e pecador. Se Cristo é a cabeça da Igreja e é a cabeça quem governa o corpo, Cristo não pode ter um corpo pecador (Colossenses 1,18).

Precisamos parar de pensar que a Igreja é um aglomerado de pessoas simplesmente com a mesma Fé, isto é uma convenção social. Para nós a Igreja é uma instituição DIVINA e não apenas uma reunião comunitária.

No Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo §750 a Igreja nos ensina que a Igreja é SANTACATÓLICA e APOSTÓLICA, veja:

Crer que a Igreja é “santa” e “católica” e que ela é “una” e “apostólica” (como acrescenta o Símbolo niceno-constantinopolitano) é inseparável da fé em Deus Pai, Filho e Espírito Santo No Símbolo dos Apóstolos, fazemos profissão de crer em uma Igreja Santa…

Esta de fato é a Igreja de Nosso Senhor, é a Igreja em que você foi batizado e professa sua Fé, em todas as Santas Missas.

O QUE DE FATO PROFESSAMOS EM NOSSO CREDO?

O que de fato professamos em nossas celebrações litúrgicas? Professamos que a Igreja é santa e pecadora? De modo algum, em nossa Profissão de Fé, todos dizem “CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA”. Em nenhum momento professamos que a Igreja de Cristo é santa e pecadora.
Mas sim, existem algumas orações e até mesmo litúrgicas que expressam a Igreja como sendo santa e pecadora, o que na verdade traz muita confusão. Estas orações estão sendo revisadas e até mesmo nós, devemos evitar de expressar, dizendo que a Igreja é santa e pecadora.
Para alguns, dizer que a Igreja é santa parece ser uma afronta para quem não é católico. E dizer que a Igreja é santa e pecadora, parecem querer “humanizar” a Igreja. A Igreja é sobrenatural, não é humana.
“Eu sou filha da igreja. Em tudo me sujeito ao que professa a Santa Igreja Católica Romana, em cuja fé vivo afirmo, afirmo viver e prometo viver e morrer”
Santa Tereza D’Avila

OS FILHOS DA IGREJA
De fato, nós, os filhos da Igreja, somos sim, pecadores. A Igreja é Mãe e Mestra, porém nós, seus filhos, somos pecadores no caminho da salvação da santidade. Somos nós adotados pelo Batismo, no seio da Igreja, que é nossa Mãe, que nos direciona para a salvação. Sendo, portanto, a Igreja quem nos conduz para o caminho da salvação, ela, a Igreja, não pode incorrer em erro, portanto não pode ser pecadora. O Catecismo da Igreja no ensina no parágrafo §1863, nos dizendo: “A Igreja que, como mãe, trouxe sacramentalmente em seu seio o cristão durante sua peregrinação terrena, acompanha-o, ao final de sua caminhada, para entregá-lo “ás mãos do Pai”.
Portanto, a IGREJA é SANTA.

Anúncios